Porto Alegre, segunda-feira, 21 de setembro de 2020.
Dia da Árvore. Dia do Radialista e do Fazendeiro.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 21 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Relações internacionais

- Publicada em 09h05min, 21/09/2020.

Novo premiê do Japão, Suga, diz a Trump que quer estreitar aliança entre os países

O novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, disse ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que quer estreitar a aliança entre os dois países. "Eu disse a ele que a aliança entre Japão e Estados Unidos é a base da paz e estabilidade regional, e concordamos em continuar a coordenar de perto", contou Suga a repórteres na noite de domingo, após seu primeiro telefonema como líder do Japão ao presidente norte-americano.
O novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, disse ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que quer estreitar a aliança entre os dois países. "Eu disse a ele que a aliança entre Japão e Estados Unidos é a base da paz e estabilidade regional, e concordamos em continuar a coordenar de perto", contou Suga a repórteres na noite de domingo, após seu primeiro telefonema como líder do Japão ao presidente norte-americano.
Segundo Suga, Trump também afirmou que gostaria de que juntos desenvolvessem ainda mais a aliança entre Japão e Estados Unidos. Suga disse que os dois líderes concordaram em cooperar na luta contra o coronavírus e nas ameaças nucleares e mísseis da Coreia do Norte. Suga foi eleito o novo premiê do Japão na última quarta-feira (16), substituindo Shinzo Abe, que estreitou laços pessoais e manteve reuniões e telefonemas regulares com Trump.
O Ministério das Relações Exteriores do Japão informou, em um comunicado divulgado nesta segunda-feira, que durante a ligação de 25 minutos os dois líderes também prometeram cooperação no desenvolvimento de vacinas e tratamento contra o coronavírus, bem como preocupações com a segurança regional. O premiê também conversou com o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, no início do domingo e concordou em continuar a cooperação entre os países, disse o Ministério das Relações Exteriores.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO