Porto Alegre, sexta-feira, 04 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 04 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 11h43min, 04/09/2020. Atualizada em 14h31min, 04/09/2020.

EUA cria 1,371 milhão postos de trabalho em agosto; taxa de desemprego cai a 8,4%

Os Estados Unidos criaram 1,371 milhão de empregos em agosto, mostrando que o mercado de trabalho da maior economia do mundo continua se recuperando do choque da pandemia de coronavírus, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta sexta-feira (4) pelo Departamento do Trabalho.
Os Estados Unidos criaram 1,371 milhão de empregos em agosto, mostrando que o mercado de trabalho da maior economia do mundo continua se recuperando do choque da pandemia de coronavírus, segundo dados com ajustes sazonais publicados nesta sexta-feira (4) pelo Departamento do Trabalho.
A taxa de desemprego caiu de 10,2% em julho para 8,4% em agosto. A previsão era de queda bem menor da taxa, a 9,8%. Os números de criação de postos de trabalho de julho e junho foram revisados, para 1,734 milhão e 4,781 milhões, respectivamente.
O salário médio por hora dos trabalhadores aumentou 0,37% em agosto ante julho, ou US$ 0,11, para US$ 29,47 por hora. Na comparação anual, houve acréscimo de 4,65%. Analistas esperavam que os salários ficassem estáveis na margem e subissem 4,4% no confronto anual. Já a fatia da população dos EUA que participa da força de trabalho avançou de 61,4% em julho para 61,7% em agosto.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO