Porto Alegre, quarta-feira, 24 de junho de 2020.
Dia da Indústria Gráfica.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 24 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

estados unidos

Alterada em 24/06 às 12h34min

Edição de 2020 da Maratona de Nova York é cancelada devido à pandemia de Covid-19

Maratona de Nova York é uma das mais concorridas do mundo

Maratona de Nova York é uma das mais concorridas do mundo


SPENCER PLATT/GETTY IMAGES/AFP/JC
A organização da Maratona de Nova York, considerada a principal do mundo, anunciou nesta quarta-feira (24) o cancelamento da edição de 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. A realização da prova estava agendada para o dia 1º de novembro, mas os organizadores e a prefeitura da cidade norte-americana chegaram à conclusão que não há condições para que ela seja realizada.
A organização da Maratona de Nova York, considerada a principal do mundo, anunciou nesta quarta-feira (24) o cancelamento da edição de 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus. A realização da prova estava agendada para o dia 1º de novembro, mas os organizadores e a prefeitura da cidade norte-americana chegaram à conclusão que não há condições para que ela seja realizada.
A Maratona de Nova York é uma das mais concorridas do mundo. Em 2018 contou com um recorde de 53.121 participantes e tem habitualmente perto de 10 mil voluntários. Mas o surto da Covid-19 tem afetado muito a cidade. Até esta terça-feira, contabiliza perto de 400 mil casos e mais de 30 mil mortes causadas pela doença.
Segundo a organização do evento, o cancelamento da edição de 2020 se deve a "preocupações sobre saúde e segurança relacionadas ao coronavírus". O prefeito Bill de Blasio apoiou a decisão. "Embora a maratona seja um evento icônico e amado em nossa cidade, eu cumprimento os organizadores por colocarem em primeiro lugar a saúde dos atletas e dos espectadores", afirmou em um comunicado oficial.
Esta é a segunda vez na história que a prova, realizada anualmente desde 1970, é cancelada. Em 2012, o furacão Sandy, que causou estragos na cidade uma semana antes, impediu a realização do evento. A organização informou que os inscritos para este ano poderão receber o dinheiro de volta ou confirmarem suas presenças nas edições de 2021, 2022 ou 2023.
No mês passado, pela primeira vez em seus 124 anos de história a Maratona de Boston, também nos Estados Unidos, foi cancelada. O anúncio foi feito pela Associação Atlética de Boston (BAA, na sigla em inglês), seguindo determinações das autoridades locais de evitar aglomerações e eventos em massa até o final do ano, ainda como medidas preventivas à pandemia do novo coronavírus. Originalmente programada para 20 de abril, a prova já havia sido adiada e estava prevista para 14 de setembro.
 
Comentários