Porto Alegre, sexta-feira, 12 de junho de 2020.
Dia dos Namorados.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 12 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

Alterada em 12/06 às 13h54min

OMS diz continuar vendo uma escalada na pandemia em nível global

Crianças têm um risco "relativamente baixo" de desenvolver quadros graves da doença, diz OMS

Crianças têm um risco "relativamente baixo" de desenvolver quadros graves da doença, diz OMS


FABRICE COFFRINI/AFP/JC
O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou nesta sexta-feira (12) para o fato de que a entidade continua a ver "uma escalada na pandemia em nível global". A declaração foi dada durante entrevista coletiva da entidade.
O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou nesta sexta-feira (12) para o fato de que a entidade continua a ver "uma escalada na pandemia em nível global". A declaração foi dada durante entrevista coletiva da entidade.
Ghebreyesus comentou que a Covid-19 "acelera em países de renda baixa e média", o que deixa a OMS "especialmente preocupada sobre o impacto em pessoas que já lutam com o acesso a serviços de saúde - muitas vezes mulheres, crianças e adolescentes".
De acordo com a OMS, as crianças têm um risco "relativamente baixo" de desenvolver quadros graves da doença.
Elas, porém, transmitem a doença e por isso precisam igualmente respeitar medidas de controle, como quarentenas e uso de máscaras, notou a autoridade.
Ghebreyesus afirmou ainda que as mães com suspeita de Covid-19 ou mesmo confirmação da doença devem continuar a amamentar, a menos que estejam com quadro grave.
Ele também falou da preocupação na OMS sobre o impacto da pandemia em adolescentes e jovens adultos, com riscos como os de aumento nos casos de depressão.
Comentários