Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Espanha

- Publicada em 18h27min, 01/06/2020. Alterada em 18h27min, 01/06/2020.

Premiê da Espanha propõe prorrogar quarentena no país até 21 de junho

Segundo Sánchez, data deve ser o fim definitivo do isolamento social na Espanha

Segundo Sánchez, data deve ser o fim definitivo do isolamento social na Espanha


BORJA PUIG DE LA BELLACASA/LA MONCLOA/AFP/JC
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, vai pedir ao Congresso uma prorrogação mais 15 dias da quarentena para conter a disseminação da Covid-19 no país. A votação acontecerá nesta quarta-feira (3) e, se aprovada, a medida valerá até o dia 21 de junho. A data, segundo Sánchez, deverá marcar o fim definitivo do isolamento social na Espanha, que há semanas vive um regime de flexibilização.
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, vai pedir ao Congresso uma prorrogação mais 15 dias da quarentena para conter a disseminação da Covid-19 no país. A votação acontecerá nesta quarta-feira (3) e, se aprovada, a medida valerá até o dia 21 de junho. A data, segundo Sánchez, deverá marcar o fim definitivo do isolamento social na Espanha, que há semanas vive um regime de flexibilização.
Segundo o governo espanhol, 96 novos casos de Covid-19 foram identificados no domingo (31), o menor número dos últimos três meses nesta base de comparação. No total, 239 mil infecções pelo novo coronavírus já foram diagnosticadas e mais de 27 mil pessoas morreram de Covid-19 no país. Entre os casos registrados nos últimos dias está o do príncipe belga Joachim, que no dia 28, sem saber que portava o vírus, foi a uma festa ilegal em Córdoba, com 27 participantes.
A França também registrou números baixos. Segundo o governo, foram mais 31 mortes por Covid-19 entre sábado (30) e domingo (31), a menor taxa desde 17 de março. As novas contaminações foram 257. No total, o governo francês registra mais de 189 mil contaminados e 28.805 vítimas fatais da doença.
Comentários CORRIGIR TEXTO