Porto Alegre, sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Dia do Apicultor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

22/05/2020 - 13h57min. Alterada em 22/05 às 13h58min

OMS diz que tem assistido diretamente vários estados do Brasil contra pandemia

Diretor executivo, Mike Ryan, afirmou que OMS reconhece a gravidade do quadro no país

Diretor executivo, Mike Ryan, afirmou que OMS reconhece a gravidade do quadro no país


FABRICE COFFRINI/AFP/JC
Diretor executivo da Organização Mundial da Saúde, Mike Ryan foi questionado sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, durante entrevista coletiva virtual. Ryan afirmou nesta sexta (22) que a entidade reconhece a gravidade do caso do País neste momento e tem dado "assistência direta" a vários estados, citando alguns dos mais afetados e comentando que São Paulo é o mais afetado em números absolutos, com o Amazonas sendo o mais afetado proporcionalmente ao tamanho da população.
Diretor executivo da Organização Mundial da Saúde, Mike Ryan foi questionado sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, durante entrevista coletiva virtual. Ryan afirmou nesta sexta (22) que a entidade reconhece a gravidade do caso do País neste momento e tem dado "assistência direta" a vários estados, citando alguns dos mais afetados e comentando que São Paulo é o mais afetado em números absolutos, com o Amazonas sendo o mais afetado proporcionalmente ao tamanho da população.
Ryan também disse que a OMS "tomou nota" da orientação do governo federal sobre o uso da hidroxicloroquina. Nesta semana, o Ministério da Saúde publicou protocolo que prevê o uso de cloroquina e da hidroxicloroquina desde os primeiros sinais da Covid-19. "Estudos e evidências clínicas não apoiam o uso da hidroxicloroquina para a Covid-19", afirmou o diretor executivo da OMS. Na quarta-feira (20) Ryan já havia dito que esses medicamentos "até agora não se mostraram eficazes" contra a doença.
Comentários