Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 20h17min, 19/05/2020. Alterada em 20h17min, 19/05/2020.

Espanha alonga emergência; Rússia tem 300 mil casos

Nesta terça, espanhóis contabilizaram 295 infecções e 83 óbitos causados pela Covid-19

Nesta terça, espanhóis contabilizaram 295 infecções e 83 óbitos causados pela Covid-19


PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP/JC
O governo da Espanha chegou a um acordo com o Ciudadanos, principal partido da oposição espanhola, para prorrogar o estado de emergência no país por mais 15 dias. A medida teve apoio do diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias, Fernando Simón, que afirmou que a Espanha deve manter a cautela, apesar da diminuição do número de casos e mortos diários pelo novo coronavírus.
O governo da Espanha chegou a um acordo com o Ciudadanos, principal partido da oposição espanhola, para prorrogar o estado de emergência no país por mais 15 dias. A medida teve apoio do diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias, Fernando Simón, que afirmou que a Espanha deve manter a cautela, apesar da diminuição do número de casos e mortos diários pelo novo coronavírus.
Para as últimas 24 horas - entre segunda (18) e terça-feira (19) -, os espanhóis contabilizaram 295 infecções e 83 óbitos causados pela Covid-19, número pouco acima dos 59 reportados na segunda-feira. Ao todo, a Espanha tem 232.037 casos e 27.778 mortes.
Já a Rússia, segundo país na lista de contaminações, registrou, nesta terça-feira (19), mais 9.263 novos casos de coronavírus, elevando o total de infectados no país para 299.941, muito próximo da marca de 300 mil.
Foram contabilizadas também 115 mortes por Covid-19, levando a um total de 2.837. Segundo o premiê russo, Mikhail Mishustin, o país conseguiu controlar a pandemia, relatando menos de 10 mil casos diários pelo quarto dia consecutivo.
No Reino Unido, dados publicados pela NHS England - braço do sistema de saúde pública - revelaram que a Covid-19 já matou 42.402 pessoas em território britânico, número muito acima do divulgado oficialmente pelo governo, que, nesta terça-feira, informou que a doença foi causa de 34.796 mortes na região.
O levantamento recém-publicado, feito pelo Escritório Nacional de Estatística da Inglaterra, ainda não leva em conta as mortes registradas em hospitais da Irlanda do Norte, da Escócia e do País de Gales durante os dias 2 e 11 de maio. Os dados também não incluem os óbitos que ocorreram nas chamadas "care homes" britânicas no mesmo período.
Comentários CORRIGIR TEXTO