Porto Alegre, sábado, 09 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 09 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

CORONAVÍRUS

09/05/2020 - 16h34min. Alterada em 09/05 às 16h34min

Preocupado com o avanço da covid-19, papa liga para arcebispo de São Paulo

O papa Francisco ligou por volta das 11h40 deste sábado, 9, para o arcebispo de São Paulo, Cardeal Dom Odilo Scherer, para manifestar grande preocupação pelo número crescente de doentes e pelas perdas de vidas humanas diante do avanço do coronavírus. Francisco prometeu rezar para todos.
O papa Francisco ligou por volta das 11h40 deste sábado, 9, para o arcebispo de São Paulo, Cardeal Dom Odilo Scherer, para manifestar grande preocupação pelo número crescente de doentes e pelas perdas de vidas humanas diante do avanço do coronavírus. Francisco prometeu rezar para todos.
Segundo Dom Odilo, o pontífice também quis saber como estão os pobres e expressou sua preocupação pela situação deles, "sabendo que nem sempre eles têm casa, nem condições adequadas para seguir as medidas preventivas contra o contágio". No ligação ao Cardeal, o papa teria manifestado sua proximidade e solidariedade com toda a população de São Paulo e disse que estava "orando por nós".
Em nota, Dom Odilo disse estar surpreso com a ligação e afirmou que as palavras do papa Francisco eram motivo de "grande conforto para nós e que as transmitiria a todos, juntamente com sua bênção apostólica".
Epicentro da doença no País, o Estado de São Paulo concentra o maior número de casos confirmados e de mortes. De acordo com balanço da Secretaria Estadual da Saúde, já são 3.416 mortos e 41.830 casos confirmados. Na Grande São Paulo, a ocupação dos leitos de UTI já é de 89,6%. No Estado, é de 70%. O avanço da doença fez o governador João Doria (PSDB) prorrogar a quarentena em todo o Estado até o dia 31 deste mês. Ele classificou o cenário como "desolador".
Comentários