Porto Alegre, quarta-feira, 15 de abril de 2020.
Dia Nacional da Conservação do Solo. Dia Mundial do Desenhista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de abril de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Europa

Notícia da edição impressa de 15/04/2020. Alterada em 14/04 às 20h26min

Itália e Áustria começam a abrir lojas de forma parcial após pico da crise de coronavírus

Papelarias, livrarias e lojas de roupas e de produtos infantis foram autorizadas a reabrir na Itália

Papelarias, livrarias e lojas de roupas e de produtos infantis foram autorizadas a reabrir na Itália


TIZIANA FABI/AFP/JC
Nesta terça-feira (14), Itália e Áustria começaram a reabrir lojas e retomar serviços aos poucos, após semanas de fechamento completo para conter a propagação do novo coronavírus. A determinação para que as pessoas fiquem em casa e saiam apenas para atividades essenciais, no entanto, segue valendo.
Nesta terça-feira (14), Itália e Áustria começaram a reabrir lojas e retomar serviços aos poucos, após semanas de fechamento completo para conter a propagação do novo coronavírus. A determinação para que as pessoas fiquem em casa e saiam apenas para atividades essenciais, no entanto, segue valendo.
Na Itália, papelarias, livrarias e lojas de roupas e de produtos infantis foram autorizadas a reabrir, desde que sigam medidas como limitar a entrada de clientes para evitar aglomerações. Atividades agrícolas também foram retomadas.
Ainda assim, algumas regiões do Norte que foram mais atingidas pela pandemia, como a Lombardia, decidiram manter o fechamento total. Na região do Vêneto, cuja capital é Veneza, houve liberação mais restrita. Livrarias e lojas de roupas poderão abrir dois dias por semana. Os moradores terão de usar máscaras e luvas ao sair à rua.
País mais atingido pela pandemia na Europa, a Itália está fechada há cinco semanas, e o confinamento deve seguir, ao menos, até 3 de maio. O número de mortes tem caído, mas ainda é a segunda nação com mais mortes no mundo, atrás dos EUA. Nesta terça-feira (14), eram 21,1 mil mortes e 162,4 mil casos, segundo a universidade Johns Hopkins.
Na Áustria, foi liberada a abertura de lojas com até 400 m2 de área. Comércios de materiais de construção e de itens de jardinagem também podem abrir. Em Viena, a avenida comercial do bairro Favoriten retomou as atividades, mas as marcas da Covid-19 estão presentes: muitos clientes aguardavam do lado de fora das lojas, mantendo distância uns dos outros, e a maioria usava máscaras.
Em 1º de maio, os shoppings poderão voltar a funcionar. Depois, em meados de maio, será a vez de restaurantes e hotéis. A Áustria tem 14,2 mil casos e 384 mortes.
Comentários