Porto Alegre, terça-feira, 24 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, terça-feira, 24 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Reino Unido

Notícia da edição impressa de 24/03/2020. Alterada em 23/03 às 20h51min

UTIs do Reino Unido ficarão lotadas até o fim do mês

Na sexta-feira, governo fechou bares, restaurantes, clubes e academias, mas o comércio continua aberto

Na sexta-feira, governo fechou bares, restaurantes, clubes e academias, mas o comércio continua aberto


OLI SCARFF/AFP/JC
A capacidade de atendimento intensivo no Reino Unido será superada no final deste mês se não houver mudanças no combate à pandemia, calcula um grupo de 11 cientistas da London School of Hygiene (LSH).
A capacidade de atendimento intensivo no Reino Unido será superada no final deste mês se não houver mudanças no combate à pandemia, calcula um grupo de 11 cientistas da London School of Hygiene (LSH).
Dados do sistema de saúde britânico informavam, em janeiro, a existência de 4.123 leitos de cuidado intensivo, 312 deles para crianças. A demanda chegará a 4.364 por dia no final de março "se a velocidade de transmissão não for drasticamente reduzida nos próximos dias", calcula o estudo preliminar, publicado domingo (22).
Itália e Espanha, países que registram o maior número de mortes na Europa, já veem sua capacidade de atendimento esgotada.
No Reino Unido, que tem 6.650 casos e 335 mortes, as restrições para combater a pandemia têm sido moderadas e progressivas, mas o governo deve apertá-las mais, depois que parques londrinos ficaram lotados no fim de semana.
Há duas semanas, o governo pediu a idosos e casos suspeitos que se autoisolassem. Na semana passada, recomendou o trabalho remoto. Na sexta-feira, fechou bares, restaurantes, clubes, casas noturnas e academias. Desde ontem, as escolas estão com as aulas suspensas. O comércio continua aberto no país, e as pessoas não são multadas se andarem na rua, como na França, na Itália ou na Alemanha.