Porto Alegre, quinta-feira, 12 de março de 2020.
Dia do Bibliotecário.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

saúde

Alterada em 12/03 às 08h20min

Trump anuncia suspensão de todos voos da Europa para os EUA

'Vamos derrotar o coronavírus', exclamou o presidente em pronunciamento na Casa Branca

'Vamos derrotar o coronavírus', exclamou o presidente em pronunciamento na Casa Branca


Doug Mills/POOL/AFP/JC
O presidente americano, Donald Trump, anunciou na noite desta quarta-feira a suspensão de todas as viagens da Europa para os Estados Unidos pelos próximos 30 dias, a partir de sexta-feira (13), devido ao avanço do surto de coronavírus no continente europeu. A decisão, no entanto, não inclui voos do Reino Unido.
O presidente americano, Donald Trump, anunciou na noite desta quarta-feira a suspensão de todas as viagens da Europa para os Estados Unidos pelos próximos 30 dias, a partir de sexta-feira (13), devido ao avanço do surto de coronavírus no continente europeu. A decisão, no entanto, não inclui voos do Reino Unido.
Em um pronunciamento no Salão Oval da Casa Branca, o republicano disse estar "confiante" de que seu governo "reduzirá significativamente" a ameaça do surto para os cidadãos americanos. "Vamos derrotar o coronavírus", exclamou Trump, ao dizer que os EUA estão fazendo o "maior esforço da história moderna" contra a doença, que teve origem na China.
Trump lembrou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o coronavírus uma pandemia, mas disse que a situação causada pela doença não é "uma crise financeira". "É algo temporário que vamos superar como nação, e como mundo", disse o líder da Casa Branca.