Porto Alegre, terça-feira, 03 de março de 2020.
Dia do Meteorologista.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Vaticano

03/03/2020 - 09h44min. Alterada em 03/03 às 09h43min

Papa Francisco testa negativo para coronavírus

Após cancelar compromissos por sintomas de gripe, Francisco reapareceu no domingo

Após cancelar compromissos por sintomas de gripe, Francisco reapareceu no domingo


FILIPPO MONTEFORTE / AFP/JC
O Papa Francisco, que cancelou compromissos na semana passada após demonstrar sinais de resfriado, teve resultado negativo para coronavírus. O papa foi visto tossindo e espirrando durante missa na quarta-feira de Cinzas (26), e cancelou compromissos na quinta (27) e na sexta (28).
O Papa Francisco, que cancelou compromissos na semana passada após demonstrar sinais de resfriado, teve resultado negativo para coronavírus. O papa foi visto tossindo e espirrando durante missa na quarta-feira de Cinzas (26), e cancelou compromissos na quinta (27) e na sexta (28).
Apenas no domingo (1º) o líder católico voltou a aparecer na varanda do Palácio Apostólico, acenando para o público presente na Praça de São Pedro. No mesmo dia foi anunciado que ele não participaria de um exercício espiritual de seis dias com a cúria em Ariccia, ao sul de Roma, por causa do resfriado.
O Vaticano não especificou qual doença ou sintoma acomete Francisco. No entanto, em meio a temores na Itália por causa do surto de coronavírus, a possibilidade de ele estar sofrendo da epidemia foi descartada. "Não há evidências que levem ao diagnóstico de nada além de uma leve indisposição", disse o porta-voz Matteo Bruni na sexta-feira (28).
O líder católico, de 83 anos, não tem parte de um pulmão, retirado após cirurgia na sua juventude devido a problemas respiratórios.
A Itália enfrenta surto de coronavírus, com 1.694 casos confirmado e 34 mortes.