Porto Alegre, domingo, 01 de março de 2020.
Dia do Turismo Ecológico.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Vaticano

01/03/2020 - 12h13min. Alterada em 01/03 às 12h13min

Papa faz primeira aparição pública após ser acometido por gripe

Francisco apareceu na varanda da Palácio Apostólico e acenou para o público na Praça de São Pedro

Francisco apareceu na varanda da Palácio Apostólico e acenou para o público na Praça de São Pedro


FILIPPO MONTEFORTE / AFP/JC
Papa Francisco fez a primeira aparição pública em quatro dias, desde que foi anunciada pelo Vaticano que o pontífice sofria de uma "pequena indisposição" que o forçou a cancelar sua agenda oficial.
Papa Francisco fez a primeira aparição pública em quatro dias, desde que foi anunciada pelo Vaticano que o pontífice sofria de uma "pequena indisposição" que o forçou a cancelar sua agenda oficial.
O líder católico, de 83 anos, apareceu na varanda da Palácio Apostólico, na manhã deste domingo (1º), e acenou para o público presente na Praça de São Pedro. Francisco anunciou neste domingo que não participará de um exercício espiritual de seis dias com a cúria em Ariccia, ao sul de Roma, por causa do resfriado.
O Vaticano não especificou qual doença ou sintoma acomete Francisco. No entanto, em meio a temores na Itália por causa do surto de coronavírus, a possibilidade de ele estar sofrendo da epidemia foi descartada.
"Não há evidências que levem ao diagnóstico de nada além de uma leve indisposição", disse o porta-voz Matteo Bruni.
A Itália sofre o pior surto da epidemia no continente europeu, com mais de 1.100 casos confirmados desde 20 de fevereiro. Pelo menos 29 pessoas morreram.