Porto Alegre, quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 22 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 20h16min, 12/02/2020. Atualizada em 16h59min, 14/02/2020.

Cresce número de estupros de deportadas pelos EUA

 Levantamento foi realizado pela ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF)

Levantamento foi realizado pela ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF)


ZOOM DOSSO/AFP/JC
O número de estupros contra imigrantes mais do que dobrou depois que os EUA começaram a enviá-los a cidades violentas na fronteira do México, segundo levantamento da Médicos Sem Fronteiras (MSF). Conforme o relatório No Exit (Sem Saída), nos primeiros nove meses de 2019, o número de casos de violência sexual atendidos pela MSF contra imigrantes nessas cidades saltou de 118 para 277, um aumento de 134%, se comparado com o mesmo período de 2018.
O número de estupros contra imigrantes mais do que dobrou depois que os EUA começaram a enviá-los a cidades violentas na fronteira do México, segundo levantamento da Médicos Sem Fronteiras (MSF). Conforme o relatório No Exit (Sem Saída), nos primeiros nove meses de 2019, o número de casos de violência sexual atendidos pela MSF contra imigrantes nessas cidades saltou de 118 para 277, um aumento de 134%, se comparado com o mesmo período de 2018.
Comentários CORRIGIR TEXTO