Porto Alegre, terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Alemanha

Notícia da edição impressa de 11/02/2020. Alterada em 11/02 às 03h00min

Favorita para suceder Merkel renuncia a cargo de líder do CDU

Cotada como favorita para suceder a chanceler alemã, Angela Merkel, a ministra da Defesa da Alemanha, Annegret Kramp-Karrenbauer, decidiu, ontem, renunciar à liderança do partido governista União Democrata-Cristã (CDU, pela sigla em alemão).
Cotada como favorita para suceder a chanceler alemã, Angela Merkel, a ministra da Defesa da Alemanha, Annegret Kramp-Karrenbauer, decidiu, ontem, renunciar à liderança do partido governista União Democrata-Cristã (CDU, pela sigla em alemão).
Com a decisão, Annegret não vai disputar o cargo de chanceler em 2021, contrariando os planos de sucessão arquitetados por Merkel, que deixará o poder após mais de 15 anos. Agora, entre os nomes cotados para suceder Merkel estão o ministro da Saúde, Jens Spahn, e Armin Laschet, governador da Renânia do Nort-Vestfália.