Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Uruguai

Alterada em 07/11 às 16h53min

Eleito senador, Mujica será ministro se Frente Ampla vencer eleições no Uruguai

Ex-guerrilheiro tupamaro, Mujica ocupou esse cargo durante o primeiro governo de seu partido

Ex-guerrilheiro tupamaro, Mujica ocupou esse cargo durante o primeiro governo de seu partido


Ricardo STUCKERT/PT/AFP/JC
O partido de situação Frente Ampla, que busca o quarto governo consecutivo no Uruguai nas eleições de novembro, recorreu à sua velha guarda e anunciou que, se vencer as eleições, o ex-presidente José "Pepe" Mujica será ministro.
O partido de situação Frente Ampla, que busca o quarto governo consecutivo no Uruguai nas eleições de novembro, recorreu à sua velha guarda e anunciou que, se vencer as eleições, o ex-presidente José "Pepe" Mujica será ministro.
O ex-presidente de 84 anos, que deixou o poder em 2015, ocuparia a pasta de Pecuária, Agricultura e Pesca, caso o candidato à presidência, Daniel Martínez, vença o segundo turno das eleições, no dia 24.
Ex-guerrilheiro tupamaro, Mujica ocupou esse cargo durante o primeiro governo de seu partido, de 2005 a 2008. "Todos sabemos como ele se portou como pessoa, o que foi sua trajetória pessoal nesses governos da Frente Ampla", afirmou Martínez, ao se referir sobre Mujica, que já aceitou o convite.
O candidato destacou a vocação e o compromisso do ex-presidente com o "desenvolvimento agropecuário", ao escolhê-lo para o novo gabinete.
Pepe Mujica foi eleito senador na primeira rodada de votação, no dia 27 de outubro. Ele havia renunciado ao cargo no Senado ano passado, alegando que "estava cansado da longa viagem" e se afastaria "antes de morrer de velho". Mas decidiu voltar ao Congresso este ano.
Além do anúncio sobre Mujica, o atual ministro da Economia, Danilo Astori, 79 anos, deve ser o chanceler, disse Martínez, que iniciou sua campanha para a presidência este ano depois de deixar o gabinete do prefeito em Montevidéu, defendendo a renovação do partido que governa o Uruguai há quase 15 anos.
Martínez disputará a votação contra o ex-senador Luis Lacalle Pou (Partido Nacional, centro-direita), que aparece à frente na primeira pesquisa eleitoral após o primeiro turno, com 47% das intenções de voto contra 42%. O candidato governista prometeu um governo de coalizão com as demais legendas de oposição, o Partido Colorado e o Cabildo Abierto. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia