Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de novembro de 2019.
Dia Mundial do Urbanismo.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

China

Edição impressa de 08/11/2019. Alterada em 08/11 às 03h00min

China limita a 90 minutos por dia videogame a jovens

Noventa minutos por dia até as 22h: esse é o novo limite imposto pelo governo chinês para crianças e jovens menores de 18 anos que queiram jogar videogame em dia de semana. Nos fins de semana e feriados, o tempo dobra - são três horas diárias.
Noventa minutos por dia até as 22h: esse é o novo limite imposto pelo governo chinês para crianças e jovens menores de 18 anos que queiram jogar videogame em dia de semana. Nos fins de semana e feriados, o tempo dobra - são três horas diárias.
As novas regras servem para combater o que o governo do Partido Comunista diz ser um vício que está "danificando a saúde física e mental de menores". Além disso, visam controlar a indústria de jogos on-line da China, uma das maiores do mundo. As empresas e as plataformas de jogos são obrigadas a aplicar as novas regras, que funcionarão como um guia para os pais, segundo informou um porta-voz não identificado para a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.
Há ainda outra restrição: quem quiser comprar adicionais online para os jogos poderá gastar um limite de US$ 29 (R$ 118) por mês se tiver entre oito e 16 anos, e US$ 57 (R$ 232) entre 16 e 18 anos. Os jogadores serão obrigados a usar seus nomes verdadeiros e números de identificação ao se conectarem para jogar.
As restrições se estendem também ao conteúdo dos jogos: os que contêm cenas de sexo ou violência e os games de azar também serão proibidos.Mas há maneiras de restringir as limitações, segundo usuários. Por exemplo, é possível usar o número de identificação dos pais - como muitos menores já fazem -, para contornar as restrições de idade. Autoridades falaram que tentariam impor novas medidas para não deixar que isso acontecesse.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
China limita a 90 minutos por dia videogame a jovens - Jornal do Comércio
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de novembro de 2019.
Dia Mundial do Urbanismo.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

China

Edição impressa de 08/11/2019. Alterada em 08/11 às 03h00min

China limita a 90 minutos por dia videogame a jovens

Noventa minutos por dia até as 22h: esse é o novo limite imposto pelo governo chinês para crianças e jovens menores de 18 anos que queiram jogar videogame em dia de semana. Nos fins de semana e feriados, o tempo dobra - são três horas diárias.
Noventa minutos por dia até as 22h: esse é o novo limite imposto pelo governo chinês para crianças e jovens menores de 18 anos que queiram jogar videogame em dia de semana. Nos fins de semana e feriados, o tempo dobra - são três horas diárias.
As novas regras servem para combater o que o governo do Partido Comunista diz ser um vício que está "danificando a saúde física e mental de menores". Além disso, visam controlar a indústria de jogos on-line da China, uma das maiores do mundo. As empresas e as plataformas de jogos são obrigadas a aplicar as novas regras, que funcionarão como um guia para os pais, segundo informou um porta-voz não identificado para a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.
Há ainda outra restrição: quem quiser comprar adicionais online para os jogos poderá gastar um limite de US$ 29 (R$ 118) por mês se tiver entre oito e 16 anos, e US$ 57 (R$ 232) entre 16 e 18 anos. Os jogadores serão obrigados a usar seus nomes verdadeiros e números de identificação ao se conectarem para jogar.
As restrições se estendem também ao conteúdo dos jogos: os que contêm cenas de sexo ou violência e os games de azar também serão proibidos.Mas há maneiras de restringir as limitações, segundo usuários. Por exemplo, é possível usar o número de identificação dos pais - como muitos menores já fazem -, para contornar as restrições de idade. Autoridades falaram que tentariam impor novas medidas para não deixar que isso acontecesse.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia