Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Japão

- Publicada em 03h24min, 01/11/2019. Atualizada em 03h00min, 01/11/2019.

Ministro da Justiça do Japão renuncia ao cargo

O ministro da Justiça do Japão, Katsuyuki Kawai, apresentou sua renúncia ao premiê Shinzo Abe nesta quinta-feira. Ele é o segundo a renunciar em menos de uma semana. Uma revista semanal alega que a esposa de Kawai violou a lei eleitoral durante sua candidatura bem-sucedida para uma vaga na Câmara Alta do Parlamento. A revista diz que Anri Kawai fez pagamentos a funcionários da campanha que excederam o limite legal. A reportagem menciona, ainda, irregularidades no gabinete do próprio ministro, alegando que seus funcionários enviaram batatas, milho e outros presentes a seus eleitores.
O ministro da Justiça do Japão, Katsuyuki Kawai, apresentou sua renúncia ao premiê Shinzo Abe nesta quinta-feira. Ele é o segundo a renunciar em menos de uma semana. Uma revista semanal alega que a esposa de Kawai violou a lei eleitoral durante sua candidatura bem-sucedida para uma vaga na Câmara Alta do Parlamento. A revista diz que Anri Kawai fez pagamentos a funcionários da campanha que excederam o limite legal. A reportagem menciona, ainda, irregularidades no gabinete do próprio ministro, alegando que seus funcionários enviaram batatas, milho e outros presentes a seus eleitores.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO