Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 11 de outubro de 2019.
Dia Internacional do Combate à Obesidade.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Edição impressa de 11/10/2019. Alterada em 11/10 às 03h00min

Tufão Hagibis deve atingir, no sábado, a ilha principal do Japão

O tufão Hagibis pode atingir o Leste do Japão neste sábado, com fortes ventos e chuvas torrenciais em várias regiões do país. A Agência de Meteorologia Japonesa informou, nesta quinta-feira, que o grande e violento tufão estava próximo das ilhas Ogasawara, no Oceano Pacífico, se movendo rumo ao Norte. Ventos de mais de 113 km/h foram observados na ilha Chichijima.
O tufão Hagibis pode atingir o Leste do Japão neste sábado, com fortes ventos e chuvas torrenciais em várias regiões do país. A Agência de Meteorologia Japonesa informou, nesta quinta-feira, que o grande e violento tufão estava próximo das ilhas Ogasawara, no Oceano Pacífico, se movendo rumo ao Norte. Ventos de mais de 113 km/h foram observados na ilha Chichijima.
Tempestades são esperadas ao largo da costa do Pacífico nesta sexta-feira. As regiões de Tokai e Kansai podem registrar entre 200 e 300 milímetros de chuva até sábado. De 100 a 200 milímetros poderão ser observados na região de Kanto-Koshin; de 100 a 150 milímetros, em Shikoku; e de 50 a 100 milímetros, em Tohoku.
A agência pede que a população se mantenha atualizada e se prepare para fortes ventos e chuvas nos três dias do fim de semana. Devido à passagem do tufão, a Companhia Ferroviária JR Leste informou que deve suspender alguns serviços de trem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia