Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Terrorismo

- Publicada em 03h17min, 10/10/2019. Atualizada em 03h00min, 10/10/2019.

Ataque a tiros próximo a uma sinagoga deixa dois mortos na Alemanha

Agressor usava uniforme, máscara e capacete, e carregava várias armas

Agressor usava uniforme, máscara e capacete, e carregava várias armas


ANDREAS SPLETT/ATV-STUDIO HALLE/AFP
No dia do Yom Kipur, a data mais sagrada do ano para o judaísmo, duas pessoas foram mortas próximo a uma sinagoga no distrito de Paulusviertel, em Halle, no Leste da Alemanha. A ação ocorreu por volta das 12h (7h em Brasília). Um suspeito foi preso, segundo a polícia local, que pediu para que a população da cidade de 200 mil habitantes permanecesse "em alerta", já que as autoridades ainda estão à procura de outro possível participante da ação. Outras duas pessoas ficaram feridas.
No dia do Yom Kipur, a data mais sagrada do ano para o judaísmo, duas pessoas foram mortas próximo a uma sinagoga no distrito de Paulusviertel, em Halle, no Leste da Alemanha. A ação ocorreu por volta das 12h (7h em Brasília). Um suspeito foi preso, segundo a polícia local, que pediu para que a população da cidade de 200 mil habitantes permanecesse "em alerta", já que as autoridades ainda estão à procura de outro possível participante da ação. Outras duas pessoas ficaram feridas.
Imagens de câmeras de segurança mostraram pelo menos um agressor usando um uniforme de combate, máscara e capacete, e carregando várias armas. Max Privorozki, presidente da comunidade judaica da cidade, viu o atirador, que "parecia ser um homem das forças especiais", pelo sistema de câmeras da sinagoga. Rapidamente, algumas das 80 pessoas que estavam no templo fizeram uma barreira na porta, o que impediu o atirador de entrar.
Sem conseguir ultrapassar a porta, o agressor passou a disparar contra pedestres, matando uma mulher. Ele também efetuou disparos contra uma lanchonete de comida turca, a duas quadras da sinagoga, matando um homem.
Segundo a imprensa alemã, o suspeito foi identificado como Stephen B., um alemão de 27 anos. Ele fez uma transmissão do ataque ao vivo pela plataforma de videogames da Amazon, o Twitch, com uma câmera instalada sobre o capacete. No vídeo - assistido por cerca de 2,2 mil pessoas -, ele fez comentários contra judeus, imigrantes e feministas, e diz não acreditar que o Holocausto aconteceu.
Os motivos do ataque são desconhecidos, mas a imprensa alemã especula que a motivação seja antissemita. A promotoria federal assumiu a investigação, medida processual que indica possível ligação da ação a terrorismo.
O Yom Kipur é a data mais solene do calendário judaico. Acontece sempre dez dias depois do Ano-Novo judaico. Durante a celebração, os judeus costumam jejuar e refletir sobre os pecados e os erros cometidos no ano anterior.
Comentários CORRIGIR TEXTO