Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Israel

- Publicada em 03h20min, 18/09/2019. Atualizada em 03h00min, 18/09/2019.

Pesquisas de boca de urna mostram resultado indefinido para o regime de Netanyahu

Primeiro-ministro não deve conseguir maioria para formar governo

Primeiro-ministro não deve conseguir maioria para formar governo


Jack GUEZ/AFP/JC
Segundo pesquisas de boca de urna divulgadas pelos principais canais de TV de Israel, o futuro do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu é incerto após as eleições de terça-feira. Os levantamentos apontam que nem o bloco de apoio ao premiê e nem o da oposição, liderada pelo ex-chefe do Exército Benny Gantz, devem ter maioria para formar o governo.
Segundo pesquisas de boca de urna divulgadas pelos principais canais de TV de Israel, o futuro do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu é incerto após as eleições de terça-feira. Os levantamentos apontam que nem o bloco de apoio ao premiê e nem o da oposição, liderada pelo ex-chefe do Exército Benny Gantz, devem ter maioria para formar o governo.
Duas das três pesquisas mostram que a Azul e Branco (sigla de Gantz) surpreendeu e recebeu mais votos do que o governista Likud, de Netanyahu. Pelo Canal 12, o partido recebeu 34 das 120 cadeiras do Knesset, o Parlamento israelense, contra 33 do Likud. No total, o bloco de centro-esquerda teria 55 cadeiras, contra 57 do Likud - a sigla nacionalista Israel Nossa Casa ficaria com oito cadeiras, mantendo seu papel de fiel da balança. Já pelo Canal 13, foram 33 para o Azul e Branco contra 31 para o Likud. Entre as coalizões, a de centro-esquerda teria 58, contra 54 do premiê e as mesmas oito do Israel Nossa Casa.
No entanto, segundo a terceira pesquisa, do canal 11, os dois partidos empataram com 32 assentos e Netanyahu teria leve vantagem nas coalizões, com 56 contra 54 da oposição e 10 do Israel Nossa Casa. Isso leva a crer que ainda há muitas dúvidas sobre qual será o próximo premiê.
A eleição foi convocada porque Netanyahu foi incapaz de montar uma coalizão após a votação de abril, na qual Likud e Azul e Branco empataram - cada um ficou com 35 das 120 cadeiras do Knesset, ou Parlamento. O bloco de apoio ao primeiro-ministro ficou com apenas 60 cadeiras, uma menos do que o necessário, exatamente porque o Israel Nossa Casa não quis participar da coalizão. É a primeira vez que Israel realiza duas eleições gerais em um mesmo ano.
Netanyahu, de 69 anos, é o premiê israelense que ocupou o cargo por mais tempo. Tendo exercido a função inicialmente de junho de 1996 a julho de 1999, ele vem se mantendo no posto desde março de 2009 e busca um quinto mandato recorde. Os resultados oficiais podem demorar até três dias para serem divulgados.
Comentários CORRIGIR TEXTO