Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 09 de julho de 2019.
Feriado em São Paulo - Revolução Constitucionalista.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Reino Unido

09/07/2019 - 14h28min. Alterada em 09/07 às 14h28min

Partido Trabalhista muda política e agora apoia novo plebiscito sobre Brexit

Estadão Conteúdo
Em uma mudança significativa de posição, o Partido Trabalhista, principal força de oposição do Reino Unido, afirmou nesta terça-feira que o próximo primeiro-ministro do país deveria convocar um segundo plebiscito sobre se o país deve ou não deixar a União Europeia. Líder trabalhista, Jeremy Corbyn disse que o partido faria nesse caso campanha pela permanência no bloco.
Em uma mudança significativa de posição, o Partido Trabalhista, principal força de oposição do Reino Unido, afirmou nesta terça-feira que o próximo primeiro-ministro do país deveria convocar um segundo plebiscito sobre se o país deve ou não deixar a União Europeia. Líder trabalhista, Jeremy Corbyn disse que o partido faria nesse caso campanha pela permanência no bloco.
A premiê Theresa May anunciou no mês passado que deixará o cargo, após não conseguir apoio do Parlamento para seu acordo com a UE para o Brexit. Agora, os deputados Boris Johnson e Jeremy Hunt competem para substituir May no comando do Partido Conservador e, consequentemente, como premiê. O vencedor da disputa partidária deve assumir o poder ainda neste mês e terá pouco mais de três meses para conseguir apoio para o acordo do Brexit antes da data prevista da partida, 31 de outubro. Fonte: Associated Press.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia