Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 19 de maio de 2019.
Dia Nacional da Defensoria Pública.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

índia

19/05/2019 - 19h33min. Alterada em 19/05 às 19h33min

Boca de urna aponta vitória de Narendra Modi na Índia

Folhapress
 A aliança do atual primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, deve conquistar ampla maioria no Parlamento na eleição encerrada neste domingo (19), segundo pesquisas de boca de urna.
Segundo as projeções, a Aliança Democrática Nacional, que inclui o partido de Modi, conquistará de 339 a 365 cadeiras da câmara baixa do Parlamento - ao todo, a câmara possui 545 membros.
A aliança de oposição deve conquistar de 77 a 108 cadeiras. Os dados são da pesquisa da India Today Axis. Para governar, um partido precisa de pelo menos 272 cadeiras. Neste domingo, a maior do mundo chegou à sétima e última fase de votação.
Das praias de Goa às favelas de Bombaim e aos mosteiros de Ladakh, ao lado do Himalaia, 900 milhões de pessoas foram convocadas para votar nas últimas seis semanas, desde 11 de abril.
Concorrem o nacionalista hindu Narendra Modi, do BJP (Bharatiya Janata Party, ou partido do povo indiano) e o congressista de oposição Rahul Gandh, herdeiro da dinastia Nehru-Gandhi, que governou o país por 49 anos e saiu em meio a acusações de corrupção.
O resultado será divulgado na próxima quinta-feira (23), quando a contagem de todos os votos será feita. Até lá, as máquinas de votação são armazenadas em salas blindadas com guardas e câmeras de vigilância que controlam todos os movimentos.
As autoridades impuseram grandes medidas de segurança no estado de Bengala Ocidental, palco de episódios de violência entre os seguidores do partido nacionalista hindu de Modi e da oposição.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia