Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de abril de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Israel

Edição impressa de 29/04/2019. Alterada em 29/04 às 03h00min

Governo libera presos sírios após repatriação de restos de soldado

Israel liberou dois prisioneiros sírios ontem, como "um gesto de boa vontade" após a repatriação dos restos mortais de um soldado israelense que desapareceu a mais de 35 anos. No entanto, o país insiste que a medida não foi um ato de gratidão pelo retorno dos restos de Zachary Baumel, no início deste mês. A televisão estatal síria disse que os prisioneiros Zeidan Tawil e Khamis al-Ahmad chegaram bem ao lado sírio de Quneitra, na divisa com Israel, e mostrou um breve vídeo dos dois sendo entregues às autoridades sírias.
Baumel havia desaparecido durante a guerra de 1982, quando forças israelenses invadiram o Líbano. Mediadores russos facilitaram o retorno de seus restos pouco antes das eleições em Israel neste mês, que reconduziram Benjamin Netanyahu, pela quinta vez, ao cargo de primeiro-ministro. O governo sírio negou ter conhecimento do paradeiro de Baumel e disse que não estava envolvido na repatriação de seus restos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia