Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 26 de abril de 2019.
Dia de Prevenção e Combate à Hipertensão.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Terrorismo

Edição impressa de 26/04/2019. Alterada em 26/04 às 03h00min

Sri Lanka reduz em mais de 100 o número de mortos em atentados

As autoridades do Sri Lanka informaram nesta quinta-feira que o balanço de mortos nos atentados do domingo de Páscoa é de 253 vítimas, e não 359, como havia sido divulgado anteriormente. A redução em mais de 100 mortes decorre de o fato de muitos corpos terem sido mutilados, o que levou a uma recontagem das pessoas.
No dia 21, homens-bomba atacaram a minoria cristã da ilha do Sul da Ásia em três igrejas que realizavam a missa de Páscoa. Ao mesmo tempo, houve explosões em três hotéis de luxo.
Na terça-feira, o Estado Islâmico assumiu a autoria dos atentados, que o governo acredita terem ocorrido em retaliação aos ataques contra mesquitas no mês passado na Nova Zelândia. No dia seguinte, Mohammad Yusuf Ibrahim, que é um dos mais ricos comerciantes de temperos do Sri Lanka, foi detido por conexão com os ataques. Ele construiu sua fortuna com a venda de pimenta, cravo e noz-moscada e vivia uma vida de luxo com sua família. Dois de seus filhos foram citados como suspeitos de serem homens-bomba.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia