Porto Alegre, quinta-feira, 30 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 30 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 21h00min, 08/04/2019.

Trump demite chefe do Serviço Secreto

O presidente Donald Trump demitiu ontem o diretor do Serviço Secreto dos EUA, unidade policial encarregada da proteção de altas autoridades do governo norte-americano. Segundo a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, Randolph Alles será substituído por James M. Murray, membro de carreira do serviço, a partir de maio. De acordo com o jornal The New York Times, outras duas demissões estão previstas: L. Francis Cissna, chefe do Serviço de Imigração e Cidadania, e John Mitnik, conselheiro-geral do Serviço Secreto. No sábado, ele anunciou a saída da secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen, uma das principais defensoras da política migratória do governo. Ela foi substituída interinamente pelo comissário de Alfândega e Proteção Fronteiriça, Kevin McAleenan.
O presidente Donald Trump demitiu ontem o diretor do Serviço Secreto dos EUA, unidade policial encarregada da proteção de altas autoridades do governo norte-americano. Segundo a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, Randolph Alles será substituído por James M. Murray, membro de carreira do serviço, a partir de maio. De acordo com o jornal The New York Times, outras duas demissões estão previstas: L. Francis Cissna, chefe do Serviço de Imigração e Cidadania, e John Mitnik, conselheiro-geral do Serviço Secreto. No sábado, ele anunciou a saída da secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen, uma das principais defensoras da política migratória do governo. Ela foi substituída interinamente pelo comissário de Alfândega e Proteção Fronteiriça, Kevin McAleenan.
Comentários CORRIGIR TEXTO