Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de março de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Internacionais

06/03/2019 - 10h28min. Alterada em 06/03 às 10h28min

Trump prorroga por um ano decreto de emergência contra Venezuela

Documento inclui sanções contra funcionários do governo de Maduro e restrições econômicas

Documento inclui sanções contra funcionários do governo de Maduro e restrições econômicas


MANDEL NGAN / AFP/JC
Agência Brasil
O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, prorrogou por mais um ano o decreto de emergência nacional na Venezuela. A iniciativa começou na gestão do presidente Barack Obama, em março de 2015. Para Trump, a situação no país sul-americano não melhorou e deve ser considerada uma ameaça à segurança norte-americana.
O decreto inclui sanções contra funcionários do governo de Nicolás Maduro e restrições econômicas. O aumento de sanções à Venezuela foi anunciado, no mês passado, durante reunião do Grupo de Lima, na Colômbia, da qual participou o vice-presidente dos EUA, Mike Pence.
Em comunicado enviado ao Congresso, Trump diz que a Venezuela representa "ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos". Em resposta, o governo venezuelano chama a renovação da medida como "um erro histórico" no contexto de agressão econômica e ameaças.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia