Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 09/01 às 21h41min

Impasse em torno de muro continua e Trump se desentende com democratas

Estadão Conteúdo
O líder democrata no Senado dos Estados Unidos, Chuck Schumer, afirmou nesta quarta-feira que a reunião com o presidente americano, Donald Trump, foi de curtíssima duração após a negativa dos líderes da oposição em financiar um muro na fronteira americana com o México. De acordo com Schumer, Trump perguntou à presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, se ela concordaria em dar verba para a barreira. Quando ela disse "não", Trump se levantou e disse: "Então não temos nada para discutir", relatou Schumer.
O líder democrata disse que as ações de Trump em relação à paralisação parcial do governo federal são "muito, muito infelizes". O mesmo foi dito pelo presidente, que classificou a breve reunião com os oposicionistas como "uma perda total de tempo". A avaliação de Trump foi feita via Twitter.
De acordo com o líder americano, os republicanos estão "totalmente unidos" a favor da paralisação para que haja verba para a construção de um muro. Trump foi ao Capitólio nesta quarta-feira, onde se reuniu com senadores republicanos para discutir o "shutdown", que já dura 19 dias.
Após os comentários de Schumer e de Pelosi em frente à Casa Branca, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, também se manifestou e disse que os democratas "não estão dispostos a negociar" o fim da paralisação. "Acho que o presidente deixou bem claro sua posição hoje de que não haverá acordo sem muro", disse Pence.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia