Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 05 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

França

05/01/2019 - 17h03min. Alterada em 05/01 às 17h15min

Polícia francesa usa gás lacrimogêneo em protesto de coletes amarelos

Polícia usou bastões e gás lacrimogêneo para conter manifestantes

Polícia usou bastões e gás lacrimogêneo para conter manifestantes


Sameer Al-Doumy/AFP/JC
Estadão Conteúdo
As forças de segurança da França dispararam bombas de gás lacrimogêneo contra manifestantes durante uma marcha pelo centro de Paris neste sábado. Milhares de apoiadores do movimento de coletes amarelos mantinham a pressão sobre o presidente Emmanuel Macron na primeira manifestação de 2019.
A marcha, no oitavo sábado consecutivo de protestos de coletes amarelos, foi declarada com antecedência e aprovada, em contraste com algumas manifestações ilegais de dezembro que degeneraram em vandalismo, saques e caos.
A atmosfera foi calma na maior parte do tempo, mas ficou mais tensa quando alguns manifestantes tentaram atravessar o rio Sena em uma ponte para pedestres fora da rota oficial da marcha, que ia da Prefeitura para a Assembleia Nacional. A polícia usou bastões e gás lacrimogêneo para conter manifestantes e restringiu a passagem pela ponte, e a violência eclodiu.
Motos e carros foram incendiados no Boulevard Saint Germain e barricadas foram montadas no meio da rua e incendiadas, e a polícia de choque e os bombeiros entraram no local. Um restaurante em um barco atracado na margem esquerda do Sena pegou fogo.
Alguns confrontos entre polícia e manifestantes ocorreram em outras cidades da França, com disparo de gás lacrimogêneo também em Bordeaux e em Rouen.
Não foram divulgados números oficiais sobre o número de manifestantes em Paris ou em toda a França. A rede BFMTV, citando várias fontes policiais, estimou o número de manifestantes na capital francesa no meio da tarde em 3.500.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia