Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 17 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Exteriores

Edição impressa de 17/12/2018. Alterada em 17/12 às 01h00min

Bolsonaro não convida Maduro e Díaz-Canel para a posse

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou ontem que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e o presidente de Cuba, Miguel Mario Díaz-Canel, não serão convidados para a sua posse na presidência da República por serem ditadores.
"Ele (Maduro) com certeza não vai receber (um convite para a posse). Nem ele, nem o ditador que substituiu Fidel Castro... Fidel Castro, não, Raúl Castro", disse Bolsonaro, em rápida entrevista concedida ontem. Ao ser questionado sobre as razões, o futuro presidente respondeu: "Porque é ditadura, não podemos admitir ditadura. O povo lá não tem liberdade".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia