Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Incêndios

03/12/2018 - 11h27min. Alterada em 03/12 às 11h27min

Calor e vento agravam incêndios no norte da Austrália

Em duas semanas, local já registrou mais de 110 queimas na floresta

Em duas semanas, local já registrou mais de 110 queimas na floresta


ROB GRIFFITH /AFP/JC
Agência Brasil
O calor e o vento agravam os mais de 110 incêndios florestais que há duas semanas ardem no nordeste da Austrália, onde as autoridades estão em alerta para a formação de um ciclone tropical. "Possibilidades de ventos fortes, granizo e chuvas. Pode ser que as condições dos incêndios de Queensland piorem", afirmou no Twitter o Escritório de Meteorologia.
Pelo menos uma pessoa morreu por causa desses incêndios que afetam o estado de Queensland, onde mais de 527 mil hectares foram queimados. Uma das regiões que mais preocupa os bombeiros é a ilha North Stradbroke, a leste de Brisbane, capital de Queensland, onde teme-se que as chamas passem para as ilhas próximas de Russell e Macleay.
"A nossa maior área de preocupação é realmente a da ilha Stradbroke, no sudeste de Brisbane. Esse incêndio é muito dinâmico e esperamos que os fortes ventos hoje alimentem esse fogo", disse o subcomissário dos Serviços de Emergência e Incêndios de Queensland, Michael Wassing, ao Canal 9 de televisão.
"Não há impacto nas áreas residenciais, mas há muita fumaça sobre o sudeste de Queensland, em particular em Brisbane", acrescentou Wassing.
O centro de Queensland é a outra região que concentra os trabalhos dos bombeiros, que, através do seu portal na internet, alertaram a população de Captain Creek, situada a 467 de Brisbane, a se preparar para uma possível evacuação.
Na mesma região, os bombeiros pediram a várias comunidades para se manterem informadas, enquanto solicitaram aos evacuados para não retornar às suas casas porque as condições continuam sendo "extremamente perigosas".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia