Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de novembro de 2018.
Dia da Reforma Agrária.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Edição impressa de 30/11/2018. Alterada em 30/11 às 01h00min

Ex-advogado de Trump se declara culpado de ter mentido ao Congresso

O ex-advogado de Donald Trump, Michael Cohen, se declarou culpado, nesta quinta-feira, de ter prestado declarações falsas ao Congresso no âmbito das investigações sobre a interferência da Rússia nas eleições de 2016. Durante audiência em uma corte federal em Manhattan, em Nova Iorque, Cohen afirmou que mentiu em relação a um projeto imobiliário que a Organização Trump buscava construir em Moscou. Os esforços para levar a proposta adiante ocorreram em meio à campanha presidencial.

Esse é um dos focos da investigação do procurador especial Robert Mueller, encarregado das apurações sobre os elos entre Moscou e a campanha vitoriosa do último pleito presidencial. Com isso, a Procuradoria se aproxima ainda mais do círculo íntimo do presidente. "Eu fiz essas declarações incorretas para serem consistentes com a mensagem política do indivíduo 1 e em lealdade ao indivíduo 1", afirmou na corte, referindo-se a Trump. O réu não falou com a imprensa ao sair do local.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia