Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 09 de outubro de 2018.
Dia Mundial dos Correios.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Leste Europeu

Edição impressa de 09/10/2018. Alterada em 09/10 às 01h00min

Jornalista é morta na Bulgária após entrevista sobre corrupção

A jornalista búlgara Viktoria Marinova, de 30 anos, responsável administrativa e apresentadora da TVN Ruse (Norte do país) foi encontrada morta no sábado em um parque da cidade, vítima, segundo a Justiça, de um assassinato que está provocando indignação em toda Europa.

Segundo o Ministério do Interior, a jornalista recebeu uma pancada na cabeça, foi estrangulada e também estuprada. A investigação analisa todas as pistas, tanto vinculadas à sua vida pessoal como à profissional. Ela era apresentadora de um programa de assuntos sociais locais de Ruse, um grande porto sobre o rio Danúbio, na fronteira com a Romênia.

Na última transmissão de seu programa, em 30 de setembro, houve uma entrevista com dois famosos jornalistas investigativos, o búlgaro Dimitar Stoyanov, e o romeno Attila Biro, que estão apurando possíveis fraudes nos subsídios da União Europeia (UE), que envolveriam empresários e políticos do país. Ambos os jornalistas foram detidos brevemente pela polícia durante a investigação do assassinato, e o caso foi condenado pela ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia