Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de outubro de 2018.
Dia Nacional do Idoso e Dia do Vendedor.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Europa

Edição impressa de 01/10/2018. Alterada em 01/10 às 01h00min

Macedônia promove referendo sobre mudança de nome do país

Os macedônios votaram ontem em um referendo para decidir se aceitam um acordo do governo com a Grécia que mudaria o nome do país europeu para Macedônia do Norte, abrindo caminho para a adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A medida encerraria uma disputa que data do início dos anos 1990, quando a Macedônia declarou sua independência da Iugoslávia. A Grécia argumentou que o nome de seu vizinho implicava ambições territoriais sobre a província grega da Macedônia e bloqueou os esforços do país para se juntar à Otan.
O acordo tem enfrentado oposição em ambos os lados da fronteira, com detratores acusando os seus respectivos governos de fazer muitas concessões. Entre os críticos na Macedônia está o presidente Gjorge Ivanov, que chamou a proposta de "flagrante violação da soberania". Um alto comparecimento às urnas ajudará o primeiro-ministro Zoran Zaev, que negociou o acordo com a Grécia, a convencer os legisladores a votar mudanças necessárias para que o acordo se torne definitivo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia