Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Edição impressa de 23/08/2018. Alterada em 23/08 às 01h00min

Mortes confirmadas por ebola no Congo chegam a 32

Agência Brasil

O Ministério da Saúde da República Democrática do Congo informou que pelo menos 32 pessoas já morreram no mais recente surto de ebola registrado no país. Há, ao todo, 102 casos. Desses, 75 foram confirmados e 27 são considerados prováveis.

Segundo o governo congolês, as ações de imunização contra o ebola continuam em três localidades: Mabalako, Beni e Mandima. Desde o dia 8 de agosto, 1.693 pessoas foram imunizadas, incluindo 903 em Mabalako, 471 em Beni e 319 em Mandima.

Na semana passada, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez um apelo para que todas as partes envolvidas em conflitos armados no Congo baixem as armas e ajudem a conter o avanço do mais recente surto de ebola registrado no país. Tedros disse estar mais preocupado com esse novo surto, identificado na província de Kivu do Norte, do que com o surto anterior, que atingiu a província de Equateur.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia