Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Reino Unido

Edição impressa de 06/08/2018. Alterada em 06/08 às 01h00min

Há 60% de chances de Brexit sem acordo, diz secretário

Agênia Estado
O secretário de Comércio Internacional do Reino Unido, Liam Fox, reconheceu que é provável que o país não chegue a um acordo de "divórcio" com a União Europeia (UE) - o chamado Brexit - antes de abandonar o bloco, em março de 2019. "A intransigência dos funcionários da União Europeia está nos empurrando a um não acordo", disse Fox ao jornal Sunday Times, acrescentando que as probabilidades de que Londres chegue a março sem acordo com Bruxelas são de 60%.
As negociações estacionaram e o governo britânico está pressionando as 27 nações da UE para que sejam feitas concessões. Londres alega prejuízo econômico de um Brexit sem acordo, que imponha tarifas e outras barreiras ao comércio entre o país e o bloco.
A União Europeia diz que o Reino Unido não fez propostas realistas. O governo conservador da primeira-ministra Theresa May está dividido sobre como será a relação econômica de Londres e Bruxelas.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia