Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 03 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Argentina

03/08/2018 - 10h09min. Alterada em 03/08 às 11h06min

Juiz pede autorização para buscas em imóveis de Cristina Kirchner

Ela é investigada como integrante de uma rede de subornos de empresários aos funcionários

Ela é investigada como integrante de uma rede de subornos de empresários aos funcionários


ROLEX DELA PENA/AFP/JC
Agência Brasil
A Justiça Federal da Argentina pediu autorização ao Senado para expedir mandados de buscas em três residências e no gabinete da senadora Cristina Fernandez Kirchner, ex-presidente da República (2007-1015). Ela é investigada como integrante de uma rede de subornos de empresários aos funcionários de seu governo e foi chamada a prestar depoimento à Justiça.
O juiz federal Claudio Bonadio foi o autor do pedido ao Senado. A imprensa argentina noticia que houve uma complexa rede de pagamentos de propina durante a gestão de Kirchner levando a um amplo esquema de corrupção no país. Porém, o processo corre em segredo de justiça.
Como é senadora, Kirchner tem imunidade parlamentar, mas foi chamada por Bonadio para prestar depoimento no próximo dia 13. Nos últimos dois dias, mais de uma dúzia de pessoas, entre empresários e ex-funcionários dos governos de Nestor Kirchner (2003-2007) e Cristina foram presos sob a acusação de integrar uma "conspiração" com várias empresas que se beneficiaram do complexo esquema de propina.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia