Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 31 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

América Central

Edição impressa de 31/07/2018. Alterada em 31/07 às 01h00min

Casa Branca responsabiliza presidente Ortega por violência na Nicarágua

A Casa Branca responsabilizou o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e a primeira-dama e vice-presidente Rosario Murillo pelas violações aos direitos humanos nos protestos maciços que abalam o país. Desde abril, quando as manifestações tiveram início, há o registro de pelo menos 350 mortos e milhares de feridos. Outras centenas foram presas, torturadas ou estão desaparecidas.
Segundo porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, os protestos foram respondidos com "violência indiscriminada". "O presidente Ortega e a vice-presidente Murillo são os verdadeiros responsáveis pela força parapolicial pró-governo que tem tratado brutalmente a população", disse.
Além disso, os EUA pediram a devolução de veículos que haviam sido doados à Polícia Nacional da Nicarágua e suspenderam as doações previstas de outros equipamentos para as agências de segurança do país centro-americano.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia