Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de julho de 2018.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

América Central

Edição impressa de 19/07/2018. Alterada em 19/07 às 01h00min

Ortega é alvo de tentativa de golpe, afirma embaixador da Nicarágua

Em uma tensa sessão do conselho permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA), ontem, o representante da Nicarágua, embaixador Luis Alvarado Ramírez, saiu em defesa do governo de Daniel Ortega e afirmou que o país está "diante de um golpe de Estado, que ocorre de forma paulatina e progressiva". No mesmo dia, o conselho permanente da OEA aprovou, com 21 votos a favor, três contrários e sete abstenções, uma dura resolução que condena a violência do governo, que deixou ao menos 285 mortos desde abril.

A situação da Nicarágua foi considerada "alarmante" pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), que visitou o país e denunciou "práticas de terror, com detenções em massa e assassinatos". O embaixador nicaraguense diz que a OEA não tem informações suficientes e acusou a oposição de manter "centros de tortura e assassinatos" e de ser responsável pela morte de policiais.

Os protestos começaram devido à reforma da Previdência, que retirava benefícios e aumentava contribuições, mas se fortaleceram com a repressão violenta. Opositores acusam Ortega, que foi um dos líderes da Revolução Sandinista (1979-1990), de ter se tornado um autocrata e pedem a renúncia do esquerdista, bem como a antecipação das eleições presidenciais, previstas para 2021.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia