Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de junho de 2018.
Dia do Mídia. Início do Inverno.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

imigração

Alterada em 21/06 às 16h32min

Mau tempo faz Temer cancelar visita a Pacaraima, em Roraima

Agência Brasil
Em função do mau tempo em Roraima, o presidente Michel Temer cancelou a visita que faria nesta tarde (21) a Pacaraima cidade do estado que faz fronteira com a Venezuela. O Planalto informou que a chuva e a neblina inviabilizaram a ida do avião presidencial àcidade.
Em Pacaraima, Temer e comitiva fariam visita ao posto de identificação e recepção dos imigrantes venezuelanos. Iriam também ao posto de triagem da Polícia Federal, que oferece ações para receber, identificar, regularizar e imunizar os imigrantes na fronteira.
No final da manhã, Temer chegou a Boa Vista, capital de Roraima, e visitou o abrigo Nova Canaã, um dos nove montados para receber os venezuelanos. Após a visita, o presidente reafirmou que não é possível fechar a fronteira entre Brasil e Venezuela. Segundo ele, isso seria "inapropriado". Temer também sancionou a medida provisória que trata de ações emergenciais de assistência aos imigrantes.
Anunciada pelo próprio presidente há quatro meses, quando fez outra visita ao estado, a MP foi aprovada na semana passada pelo Congresso Nacional. Cumprindo acordo feito pelas lideranças durante votação no Senado, Temer vetou apenas um trecho, que previa a criação de cotas com um número máximo de migrantes que poderia ser absorvido por cada estado.
Com o cancelamento da viagem a Pacaraima, o presidente Michel Temer retorna a Brasília.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia