Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de junho de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

migração

Alterada em 20/06 às 14h36min

Ministro da Itália descarta receber de volta imigrantes que estão na Alemanha

O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, disse nesta quarta-feira que não está disposto a aceitar de volta os imigrantes que foram registrados na Itália, mas que atualmente estão na Alemanha, uma posição que entraria em choque com os planos de seu colega alemão.
Perguntado se ele estava disposto a ajudar o ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, em sua promessa de enviar imigrantes presentes em solo alemão, que entraram na União Europeia de outros países, ele disse que "o governo italiano está disposto a ajudar apenas os italianos".
Ele disse que a Itália resgatou mais de 600 mil imigrantes nos últimos quatro anos e que recebeu mais de 450 mil pedidos de asilo durante esse período.
"Portanto, em vez de estar disposto a aceitar, estamos dispostos a doar", disse ele. Ele acrescentou que acha que a Europa está em um momento histórico que poderia mudar o rumo da imigração.
Ele também disse que a proposta da Itália sobre a imigração se concentrará em reforçar a fronteira sul do bloco no Mediterrâneo. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia