Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de junho de 2018.
Dia da Liberdade de Imprensa.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

europa

Notícia da edição impressa de 07/06/2018. Alterada em 07/06 às 02h00min

Trabalhistas estão divididos em relação à saída do Reino Unido da UE

O porta-voz do Brexit para o principal partido de oposição do Reino Unido admitiu ontem que seus colegas estão divididos, em meio aos alertas cada vez mais urgentes sobre os danos que a saída da União Europeia (UE) poderia causar. Keir Starmer, do Partido Trabalhista, disse que "há visões muito diferentes" entre legisladores sobre se o Reino Unido deve tentar continuar no mercado único da UE após o Brexit.
Alguns legisladores defendem a permanência para minimizar os prejuízos da economia. Líderes da União Europeia  se mostraram decepcionados com o que veem como uma falta de propostas firmes do Reino Unido sobre as relações futuras, e o tempo está acabando. A saída da UE está prevista para 29 de março de 2019.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia