Porto Alegre, quarta-feira, 11 de maio de 2022.
Porto Alegre,
quarta-feira, 11 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Ensino

- Publicada em 11/05/2022 às 14h24min.

Pesquisa do Cpers aponta falta de educadores e problemas estruturais graves nas escolas estaduais

Levantamento contabiliza a falta de 351 educadores relatados pelas 134 que participaram até o momento

Levantamento contabiliza a falta de 351 educadores relatados pelas 134 que participaram até o momento


David Alves/Palácio Piratini/JC
Resultados preliminares da pesquisa lançada no dia 4 de maio pelo Cpers-Sindicato indicam falta de recursos humanos, problemas estruturais graves e ameaças de fechamento de escolas. Até o começo da tarde desta quarta-feira (11), 204 instituições responderam ao questionário, o que representa aproximadamente 8,5% do total de instituições de ensino.
Resultados preliminares da pesquisa lançada no dia 4 de maio pelo Cpers-Sindicato indicam falta de recursos humanos, problemas estruturais graves e ameaças de fechamento de escolas. Até o começo da tarde desta quarta-feira (11), 204 instituições responderam ao questionário, o que representa aproximadamente 8,5% do total de instituições de ensino.
O levantamento contabiliza, por exemplo, a falta de 351 educadores. A carência mais expressiva de recursos humanos refere-se a funcionários: faltam 147 profissionais para atuar em áreas como merenda, manutenção, administrativo e limpeza. Já a falta de professores em sala de aula chega, nas instituições participantes, a 135.
Segundo o Cpers, os especialistas também representam outra grande lacuna. São professores que atuam em áreas como supervisão, orientação escolar, administração e biblioteca. Faltam 69 nas escolas que participaram da pesquisa.
Dentre as respostas, 86 indicaram problemas estruturais como eletricidade, acessibilidade, cobertura da quadra de esportes, obras inacabadas, atraso na liberação de verbas para terminar reparos e muro caindo, por exemplo.
O formulário permanece aberto e os dados serão compilados e utilizados para divulgar a real dimensão dos problemas da rede estadual de educação.
Levantamento parcial das respostas até 11 de maio
204 respostas
134 escolas
78 municípios
Falta de 135 professores
Falta de 69 especialistas
Falta de 147 funcionários de escola
Problemas estruturais foram apontados por 86 escolas. 
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário