Porto Alegre, domingo, 28 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 28 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado de Trabalho

- Publicada em 28/11/2021 às 14h54min.

Google oferece conteúdo gratuito voltado para mulheres pretas

Desde março, a iniciativa global 'Cresça com o Google' oferece edições voltadas a mulheres

Desde março, a iniciativa global 'Cresça com o Google' oferece edições voltadas a mulheres


LOIC VENANCE/AFP/JC
O Google lançou o programa “Cresça com o Google para Mulheres Pretas”, uma edição dedicada à discussão de temas relacionados ao desenvolvimento profissional e pessoal das mulheres pretas no Brasil. As pessoas interessadas têm acesso gratuito aos conteúdos pela plataforma on-line.
O Google lançou o programa “Cresça com o Google para Mulheres Pretas”, uma edição dedicada à discussão de temas relacionados ao desenvolvimento profissional e pessoal das mulheres pretas no Brasil. As pessoas interessadas têm acesso gratuito aos conteúdos pela plataforma on-line.
"O 'Cresça com o Google para Mulheres Pretas' se soma a outras edições que realizamos do Cresça com o Google em 2021. Desde março, realizamos edições voltadas a mulheres que querem empreender, àquelas que buscam desenvolver suas carreiras, retornar ao mercado de trabalho ou se iniciar no mercado de tecnologia", disse Susana Ayarza, diretora de Marketing do Google Brasil.
Segundo a diretora, o Cresça com o Google é uma iniciativa global que oferece treinamento gratuito e ferramentas para quem busca oportunidades no mercado de trabalho, desenvolver suas carreiras ou crescer seus próprios negócios.
Na programação da edição para Mulheres Pretas, a apresentação de Ana Minuto, que desenvolveu uma metodologia de processo de coaching que atenda as especificidades dos afrodescendentes e afroempreendedores, trata da síndrome da impostora. O conteúdo mostra métodos de identificação de autossabotagem e apresenta dicas para o fortalecimento pessoal diante de desafios profissionais.
A autoestima da mulher preta é um dos temas abordados no programa. O tema é liderado por Caroline Moreira, diretora e criadora da startup Negras Plurais, facilitadora afrolab da Feira Preta e gerente de projeto dos Canais Pretos do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Organização das Nações Unidas (ONU).
Karen Santos, diretora-executiva e fundadora da UX para Minas Pretas, trata do lugar da mulher na tecnologia. "As questões abordadas (por Karen) destacam os principais desafios de uma carreira formada majoritariamente por homens e pessoas brancas. O protagonismo das mulheres pretas neste ramo também está na pauta do conteúdo. Em outra frente, diretamente relacionada à construção de imagem junto ao mercado de trabalho e aos projetos individuais, a marca pessoal está no centro das reflexões da executiva", disse Susana.
Outras apresentações disponíveis no programa mostram formas de melhorar a própria apresentação, tratam de criatividade, geração de conteúdo e relevância na carreira, além de discutir organização e administração dos papéis da mulher preta nos espaços de atuação cotidianos.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário