Porto Alegre, sábado, 20 de novembro de 2021.
Dia Nacional da Consciência Negra. Dia Universal das Crianças.
Porto Alegre,
sábado, 20 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Direitos humanos

- Publicada em 20/11/2021 às 21h13min.

Cidades do Brasil têm protestos pelo Dia da Consciência Negra

Fome e desemprego foram temas levados pelos manifestantes à avenida Paulista

Fome e desemprego foram temas levados pelos manifestantes à avenida Paulista


ROBERTO PARIZOTTI/FOTOS PÚBLICAS/JC
Movimentos negros do País encabeçaram manifestações neste sábado (20) contra o racismo. Em São Paulo, manifestantes se reuniram na 18ª edição da Marcha da Consciência Negra. Entre as pautas levantadas, o governo foi alvo de críticas das pessoas que acompanhavam as intervenções na Avenida Paulista. Um dos motes dos protestos foi intitulado "Fora Bolsonaro racista".
Movimentos negros do País encabeçaram manifestações neste sábado (20) contra o racismo. Em São Paulo, manifestantes se reuniram na 18ª edição da Marcha da Consciência Negra. Entre as pautas levantadas, o governo foi alvo de críticas das pessoas que acompanhavam as intervenções na Avenida Paulista. Um dos motes dos protestos foi intitulado "Fora Bolsonaro racista".
Em Porto Alegre, a manifestação percorreu ruas, após concentração no Largo Glênio Peres, no Centro Histórico, indo até o Largo Zumbi dos Palmares. 
A pauta econômica, que envolve a fome e o desemprego, foi um dos pontos levados pelos manifestantes com cartazes e faixas, assim como a defesa da vida no contexto de pandemia de coronavírus e a favor da democracia.
Lideranças políticas de partidos como o PT, Psol e PCdoB, além de centrais sindicais marcaram presença nos atos na capital paulista e no Rio. Houve registro de ações em Salvador, Fortaleza, Porto Alegre, entre outras capitais e cidades do Brasil e do exterior, como em Londres.
A data foi instituída por meio da lei 12.519, de 2011, como marco de luta do povo negro, para conscientizar a resistência ao longo da história. Faz homenagem a um dos símbolos do enfrentamento à escravidão: Zumbi dos Palmares. Morto em 20 de novembro de 1695, foi o responsável pela criação do Quilombo dos Palmares, que abrigou centenas de pessoas que foram escravizadas.
No Rio, o monumento em homenagem ao líder negro reuniu centenas de pessoas, com apresentações artísticas e celebração de religiões de matrizes africanas.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário