Porto Alegre, quarta-feira, 15 de setembro de 2021.
Dia do Cliente.
Porto Alegre,
quarta-feira, 15 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

13/09/2021 - 12h33min. Alterada em 15/09 às 14h55min

Leite anuncia investimento de quase R$ 250 milhões na saúde do Rio Grande do Sul

Governador Eduardo Leite informou que 20 hospitais do Rio Grande do Sul receberão recursos

Governador Eduardo Leite informou que 20 hospitais do Rio Grande do Sul receberão recursos


MARCOS NAGELSTEIN/JC
Juliano Tatsch
A semana começou com boas notícias para a saúde pública do Rio Grande do Sul. Em evento no Palácio Piratini na manhã desta segunda-feira (13), o governador Eduardo Leite anunciou o investimento de R$ 249,7 milhões para a área no Estado até o final do ano que vem. Conforme o governador, este será o maior investimento na saúde gaúcha dos últimos 20 anos.
Os recursos fazem parte do programa Avançar na Saúde, que é um dos braços do projeto mais amplo, denominado Avançar: ações e investimentos do governo gaúcho. Em junho, o Piratini já lançou o Avançar no Crescimento, com o Plano de Obras, que prevê investimento de R$ 1,29 bilhão, e o Plano de Concessão de Rodovias, que pretende conceder 1.131 quilômetro de estradas, com investimentos de R$ 10,6 bilhões em 30 anos.
Conforme o governador, os recursos a serem aplicados foram possíveis em razão de reformas na gestão realizadas pelo governo e do programa de privatizações, que contou com a desestatização da CEEE e da Corsan. “Conseguimos com um amplo programa de reformas, ter nossa despesa suportada pela nossa receita corrente, e as privatizações geram receitas extraordinárias que viram investimentos. Por isso criamos o Avançar. Vamos anunciar em breve o Avançar da Educação e o Avançar da Segurança”, disse Leite, antecipando as novas áreas a serem contempladas pela iniciativa.
Ainda no evento, o governador anunciou que, até p fim do governo, o Estado irá quitar todas as dívidas com os municípios. “Tínhamos um primeiro desafio, que era regularizar pagamentos. Assumimos com os hospitais com três meses de atrasos e os municípios com seis meses de atrasos em todos os programas que o Estado é cofinanciador. Se acumulava R$ 1,1 bilhão em dívidas da saúde. Pois não deixamos mais atrasar esses pagamentos e estamos recuperando a dívida deixada. Já baixamos essa dívida para cerca de R$ 500 milhões e vamos quitar todas neste governo”, garantiu Leite.
O Avançar na Saúde está dividido em quatro pilares:
  • Rede Bem Cuidar RS: implementação, reformas e ampliações de Unidades Básicas de Saúde (UBSs)
  • Farmácia Cuidar +: estruturação, implementação do Cuidado Farmacêutico e Identificação Visual
  • Infraestrutura da SES-RS: equipamentos de informática e renovação da frota de veículos da Secretaria Estadual da Saúde
  • Rede Hospitalar: obras, reformas e aquisições de equipamentos
Entre os valores para a saúde anunciados nesta segunda-feira, a maior quantia será destinada para a qualificação de estruturas hospitalares, que irão receber R$ 177,5 milhões. Ao todo, 20 hospitais gaúchos irão receber recursos para apoio financeiro com vistas a execução de obras e aquisição de equipamentos e para a ampliação da oferta de serviços, melhorando o atendimento em regiões estratégicas do Estado (confira abaixo a lista de hospitais e quanto cada um deles irá receber).
As farmácias estaduais também irão receber investimentos na casa dos R$ 21 milhões, estruturados em três eixos: Estrutura (R$ 11,5 milhões), Cuidado (R$ 7 milhões) e Identificação Visual (R$ 2,5 milhões).
Já a Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS) irá contar com a aplicação de R$ 19,8 milhões em sua estrutura, sendo R$ 10 milhões em equipamentos de informática e R$ 9,8 milhões para a renovação da frota de veículos (50 carros, 25 caminhonetes e quatro caminhões refrigerados).
As Unidades Básicas de Saúde, por sua vez, irão contar com o total de R$ 31,4 milhões, divididos em três áreas:
  • R$ 6 milhões para a reforma de 30 UBSs
  • R$ 10,5 milhões para reforma e ampliação de 30 UBSs
  • R$ 14,9 milhões para implantação da Rede Bem Cuidar RS nos 497 municípios
O edital para a apresentação de projetos de ampliação e reforma de UBSs já está disponível para os prefeitos no site da SES-RS. Os projetos podem ser enviados até o dia 13 de outubro, e o programa destinará R$ 200 mil para cada um dos 30 projetos de reforma, e R$ 350 mil para cada um dos outros 30 projetos de ampliação.

Confira os 20 hospitais que receberão recursos pelo Avançar na Saúde

Hospital Regional de Santa Maria – R$ 8,82 milhões
  • Obra e equipamentos para a instalação da Unidade de Cardiologia de Alta Complexidade e UTI, com implantação de serviços de Hemodinâmica, UTI Cardiológica e Vascular e UTI geral
Santa Casa de Alegrete – R$ 1,45 milhão
  • Aquisição de equipamentos para o novo bloco cirúrgico, que contará com sete salas de cirurgia e irá resultar na ampliação de 1.000 cirurgias/ano
Hospital Beneficente Dr. César Santos (Passo Fundo) – R$ 9,1 milhões
  • Apoio Financeiro para Reforma e Ampliação, com obras e equipamentos na Unidade de Emergência, na adequação do Centro Cirúrgico, no Hospital da Criança, no Centro de Diagnóstico e na ampliação de 35 para 54 leitos
Hospital de Clínicas de Passo Fundo – R$ 5,8 milhões
  • Reforma, ampliação e qualificação nas áreas de Emergência, Hemodiálise, Obstetrícia e Pediatria; Ampliação de 25% no atendimento e Unidade de Emergência ampliada de 600m² para 2.100m² (3,5 vezes maior que a atual)
Hospital beneficente São João (Sanaduva) – R$ 1,3 milhão
  • Implantação de unidade com 10 leitos de UTI adulto; ampliação da oferta de procedimentos cirúrgicos de maior complexidade; e ampliação de 700 cirurgias/ano em traumatologia e urologia
Hospital Santa Terezinha (Erechim) – R$ 3,5 milhões
  • Reformar e equipar a UTI adulto, pediátrica e neonatal; Ampliação de 1.400 cirurgias ano em oftalmologia, ginecologia, otorrinolaringologia e vascular; e ampliação de 2.900 atendimentos ano
Hospital São Vicente de Paulo (Passo Fundo) – R$ 1,3 milhão
  • Implantação de nova unidade de internação hospitalar para tratamento pediátrico (crianças e adolescentes) em oncologia; e 10 novos leitos para tratamento oncopediátrico
Hospital de Pronto-Socorro de Pelotas – R$ 55 milhões
  • Construção do hospital de pronto-socorro, com atendimento de urgência e emergência, com capacidade para 100 novos leitos instalados
Hospital Santa Cruz (Santa Cruz do Sul) – R$ 652 mil
  • Aquisição de equipamento para implementação de 10 novos leitos de UTI adulto; e aumento de número de leitos efetivos com a redução da demanda reprimida
Hospital São Sebastião Mártir (Venâncio Aires) – R$ 3 milhões
  • Ampliação dos serviços com a implantação de UTI Pediátrica com 10 leitos
Hospital Bruno Born (Lajeado) – R$ 3,3 milhões
  • Implementação de UTI Pediátrica com 10 leitos
Hospital Santo Ângelo (Santo Ângelo) – R$ 1,2 milhão
  • Qualificação e reforma da área de serviços de diagnóstico oncológico que atualmente realiza 57.400 exames, com incremento de 2.800 novos exames e procedimentos ano
Hospital Tramandaí (Tramandaí) – R$ 11,1 milhões
  • Unidade de endoscopia; reforma da UTI adulto; ampliação da emergência; Central de material esterilizado (CME); adequação do acesso de ambulâncias; Aumento de 12 leitos de internação; realocação de estrutura do morgue; qualificação das instalações elétricas 
Complexo de Saúde de Taquara – R$ 2,4 milhões
  • Novo serviço de pronto atendimento 12 horas, urgência e emergência (SAMU), apoio diagnóstico e terapêutico; implantação de novas equipes da Estratégia de Saúde da Família
Hospital Municipal de Novo Hamburgo - R$ 2,6 milhões
  • Reforma do telhado e conclusão de quatro salas do bloco cirúrgico, com a ampliação de 1.000 cirurgias ao ano
Hospital São Francisco de Assis (Parobé) – R$ 4 milhões
  • Abertura de 65 novos leitos para internação clínica; reforma de dois pavimentos e aquisição de equipamentos; ampliação de 700 cirurgias ano
Hospital Nora Teixeira (Porto Alegre) – R$ 14,96 milhões
  • Construção e equipamentos para a nova emergência SUS, com 28 leitos de emergência
Hospital de Caridade de São Jerônimo – R$ 8 milhões
  • Conclusão da obra do Hospital, com oferta de 150 leitos SUS, centro cirúrgico e centro obstétrico e Central de material esterilizado (CME) ; 6 novos ambulatórios de especialidades; 11.770 novas internações/ano; 1.800 novas cirurgias/ano; 2.800 novos atendimentos clínicos
Instituto de Cardiologia (Porto Alegre) – R$ 25,07 milhões
  • Construção de novo prédio para a unidade de hemodinâmica; ampliação do cuidado pós- cirúrgico, com criação de nova sala de exames e 37 boxes de recuperação
Hospital Geral de Caxias do Sul – R$ 15 milhões
  • Apoio financeiro para a ampliação de 237 para 355 leitos clínicos e de UTI adulto, pediátrica e neonatal
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2021