Porto Alegre, quarta-feira, 21 de julho de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 21 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Incêndio

- Publicada em 10h43min, 21/07/2021. Atualizada em 15h38min, 21/07/2021.

Bombeiros tentam chegar ao núcleo do prédio da SSP em busca de colegas desaparecidos

94 agentes atuam nas buscas utilizando 4 retroescavadeiras e um guindaste de 52 metros

94 agentes atuam nas buscas utilizando 4 retroescavadeiras e um guindaste de 52 metros


SD Castro/CBMRS/Reprodução/JC
As buscas pelos dois bombeiros desaparecidos durante o combate ao incêndio que destruiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Rio Grande do Sul continuam nesta quarta-feira (21). No momento, 94 agentes do Corpo de Bombeiros Militar estão no local, utilizando quatro retroescavadeiras para remoção de escombros e liberação de acessos à área da estrutura colapsada.
As buscas pelos dois bombeiros desaparecidos durante o combate ao incêndio que destruiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Rio Grande do Sul continuam nesta quarta-feira (21). No momento, 94 agentes do Corpo de Bombeiros Militar estão no local, utilizando quatro retroescavadeiras para remoção de escombros e liberação de acessos à área da estrutura colapsada.
O foco das buscas está no núcleo do prédio, onde se concentram oito pavimentos que desabaram devido ao poder das chamas. Por isso, o local "necessita de uma atenção maior das equipes", relatou o tenente-coronel do 1º Batalhão de Bombeiro Militar, Eduardo Estevam Rodrigues, que coordena os trabalhos no prédio.
"Os bombeiros, durante toda a noite, trabalharam para liberar o acesso ao núcleo do prédio, onde, neste momento e durante o dia inteiro, todas as equipes de busca e resgate em estruturas colapsadas e os cães de busca estão concentrando seus esforços", concluiu Estevam.
Um guindaste de 52 metros auxilia na remoção de escombros e vigas de concreto no interior do prédio para facilitar a incursão dos bombeiros. Para a operação, dois drones sobrevoam a edificação e transmitem imagens ao operador da máquina, para garantir maior precisão e segurança na atividade.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário