Porto Alegre, segunda-feira, 05 de julho de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 05 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Transportes

- Publicada em 20h03min, 05/07/2021. Atualizada em 21h32min, 05/07/2021.

Empresas de ônibus de Porto Alegre prometem quitar salários até sexta-feira

ATP alega que a prefeitura teria atrasado repasse de R$ 6 milhões às empresas de ônibus

ATP alega que a prefeitura teria atrasado repasse de R$ 6 milhões às empresas de ônibus


LUIZA PRADO/JC
Adriana Lampert
Após terem anunciado o parcelamento dos salários dos trabalhadores, as empresas de ônibus Trevo e Restinga devem quitar 100% dos valores do quadro até sexta-feira (9). A decisão foi tomada durante reunião com o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre (Stetpoa) nesta segunda-feira (5). 
Após terem anunciado o parcelamento dos salários dos trabalhadores, as empresas de ônibus Trevo e Restinga devem quitar 100% dos valores do quadro até sexta-feira (9). A decisão foi tomada durante reunião com o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre (Stetpoa) nesta segunda-feira (5). 
Os representantes da Trevo e Restinga também se comprometeram a repassar R$ 600,00 por empregado ainda nesta terça-feira (6), quinto dia útil do mês, quando, por lei, os vencimentos devem ser pagos. Com isso, parte da remuneração é resolvida e o restante terá atraso de até três dias.
O Stetpoa pretendia ir à Justiça para evitar o parcelamento dos salários pelas empresas do consórcio Viva Sul. Ainda assim, a entidade sindical deve judicializar a ação por uma medida de garantia.
Além de apresentarem um planejamento (que ainda está por ser fechado) para a quitação dos salários, os representantes das transportadoras alegaram dificuldades financeiras, o que teria impedido a renegociação para compra de diesel para a frota e do vale refeição dos funcionários. 
Segundo a Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP), o município teria atrasado repasse de R$ 6 milhões às empresas de ônibus da Capital, referente aos meses de maio e junho. 
A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (SMMU) informa que os custos do sistema nestes dois meses estão ainda sendo calculados. Após este procedimento, os valores serão divulgados.
No final da tarde desta segunda-feira, o presidente do Stetpoa, Sandro Abbáde, também se reuniu com o presidente da Carris, Mauricio Cunha, pelo mesmo motivo. Até o fechamento da reportagem, o encontro ainda não havia sido finalizado. Conforme a assessoria do sindicato, a estatal de ônibus da Capital também teria anunciado dificuldade para pagamento dos salários dos trabalhadores. 
No último sábado (3), a prefeitura chegou a anunciar que iria notificar administrativamente os consórcios por conta da paralisação de, pelo menos, 18 veículos do Viva Sul, para que dividissem o cumprimento das tabelas que ficaram descobertas pelas linhas. Na ocasião, o prefeito Sebastião Melo ressaltou que a Carris poderia atuar em conjunto com as concessionárias para equacionar a demanda de serviço.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário