Porto Alegre, terça-feira, 08 de junho de 2021.
Dia do Citricultor.
Porto Alegre,
terça-feira, 08 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Transporte

- Publicada em 18h55min, 07/06/2021. Atualizada em 20h34min, 08/06/2021.

Tarifa dos ônibus de Porto Alegre deve ir para R$ 5,20

Se aprovado, novo valor representa um reajuste de 14,3% em relação ao cobrado atualmente

Se aprovado, novo valor representa um reajuste de 14,3% em relação ao cobrado atualmente


Bruna Oliveira/Especial/JC
A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) apresentou o cálculo técnico para a nova tarifa de transporte público de Porto Alegre. Conforme a proposta da prefeitura, a passagem de ônibus na Capital deverá subir para R$ 5,20.  O processo de revisão tarifária foi encaminhado para apreciação do Conselho Municipal de Transportes (Comtu), que terá reunião para apreciação e votação em 15 de junho. Após a avaliação, o processo será encaminhado para o prefeito Sebastião Melo, que decreta o novo valor da tarifa e a data para entrar em vigor.
A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) apresentou o cálculo técnico para a nova tarifa de transporte público de Porto Alegre. Conforme a proposta da prefeitura, a passagem de ônibus na Capital deverá subir para R$ 5,20.  O processo de revisão tarifária foi encaminhado para apreciação do Conselho Municipal de Transportes (Comtu), que terá reunião para apreciação e votação em 15 de junho. Após a avaliação, o processo será encaminhado para o prefeito Sebastião Melo, que decreta o novo valor da tarifa e a data para entrar em vigor.
O novo valor representa um reajuste de 14,3% em relação à tarifa atual, que custa R$ 4,55.. O valor da tarifa de ônibus é calculado dividindo o custo do sistema pelo número de passageiros pagantes. Com base na tarifa do ano passado, 49% do custo se refere às despesas com pessoal, 29% de custos variáveis, 6% da remuneração do serviço, 6% de depreciação de capital, 5% despesas administrativas, 3% remuneração de capital e 2% de contribuição previdenciária sobre receita bruta. A Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) aguarda a votação no Comtu para se posicionar a respeito do valor da tarifa
Em março deste ano, a prefeitura assinou um acordo com as empresas de ônibus, com mediação junto ao Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de Porto Alegre (Cejusc). Conforme o governo municipal, a medida se deu para evitar o colapso do sistema de transporte público. A decisão resultou em um aporte de quase R$ 16 milhões que o governo municipal realiza junto às concessionárias ao longo de oito meses, para cobrir o déficit de um período de 90 dias desde fevereiro.
No ano passado, a tarifa, que custava R$ 4,70 era a mais cara entre as capitais do Brasil. No início de novembro do ano passado, o valor foi reduzido para os atuais R$ 4,55. Com o aumento para R$ 5,20, a Capital consolida a incômoda colocação no topo do ranking. A prefeitura afirma que continua na busca por alternativas para reduzir o custo da tarifa e qualificar o sistema, as quais serão encaminhadas para aprovação na Câmara Municipal de Porto Alegre.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário