Porto Alegre, segunda-feira, 19 de abril de 2021.
Dia Nacional do Índio. Dia do Diplomata.
Porto Alegre,
segunda-feira, 19 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 10h06min, 19/04/2021. Atualizada em 12h00min, 19/04/2021.

Agentes socioeducadores fazem protesto por prioridade na vacinação

Ato do Semapi lembrou 12 profissionais que perderam a vida para a Covid-19

Ato do Semapi lembrou 12 profissionais que perderam a vida para a Covid-19


Alessandra Maia/SEMAPI/Divulgação/JC
Na manhã desta segunda-feira (19), um protesto na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) cobrou a inclusão dos agentes socioeducadores no grupo prioritário da vacinação, juntamente com agentes penitenciários e outros profissionais de segurança. Foram colocadas cruzes em frente à sede da Fase, na avenida Padre Cacique, lembrando 12 profissionais da área que perderam a vida para a Covid-19.
Na manhã desta segunda-feira (19), um protesto na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) cobrou a inclusão dos agentes socioeducadores no grupo prioritário da vacinação, juntamente com agentes penitenciários e outros profissionais de segurança. Foram colocadas cruzes em frente à sede da Fase, na avenida Padre Cacique, lembrando 12 profissionais da área que perderam a vida para a Covid-19.
O ato foi organizado pelo Semapi (Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Fundações Estaduais do RS). De acordo com o sindicato, mais de 560 pessoas do quadro da Fase e da Fundação de Proteção Especial (FPE) contraíram a doença, resultando em mais de 30 hospitalizações e 12 óbitos nas duas fundações (seis na Fase e seis na FPE). "Proporcionalmente, temos mais casos do que outras categorias da segurança pública", comenta Edgar Costa Sperrhake, diretor colegiado do Semapi.
O Semapi lembra que os agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), que trabalham com populações privadas de liberdade, já foram incluídos nos grupos prioritários para a vacina, enquanto os agentes socioeducadores, cujas funções são similares - trabalham com jovens em privação de liberdade, além de crianças, adolescentes e adultos em situação de vulnerabilidade social - ficaram de fora. "Quando começaram os protocolos sanitários para a pandemia tivemos que seguir as mesmas regras que os demais profissionais de segurança pública, mas agora, para a vacinação prioritária, não fomos contemplados", destaca Sperrhake.
Segundo o diretor do Semapi a categoria espera que o governo do Estado confirme até sexta-feira se a categoria será incluída na lista de grupos prioritários para a vacinação. Caso contrário, os profissionais da Fase e da FPE podem fazer paralisações a partir da próxima semana.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário